XXII Simpósio de Atualização em Nefrologia

O rim encontra-se no centro da diabetes mellitus, tanto como intrinsecamente ligado à instalação e progressão desta doença e das suas complicações, como tendo indiscutivelmente um papel chave nas respetivas terapêuticas. A evidência clínica emergente de agentes farmacológicos que visam diferentes mecanismos de progressão de lesão renal na doença diabética, com alvos como a hiperfiltração glomerular, o metabolismo energético celular, a inflamação, a fibrogénese, tem causado perplexidade e entusiasmo. Ganha destaque o crosstalk rim-coração e a preponderância do rim como maestro da homeostasia do organismo.

No nosso simpósio vamos mostrar como a história natural e a abordagem destas patologias estão a ser reescritas, analisando simultaneamente de forma crítica e escrupulosa estas novas evidências, não fugindo às controvérsias subjacentes, como tem sido, aliás, apanágio destas nossas reuniões.

Convidámos os peritos nas diversas áreas, nacionais e internacionais, para nos trazerem a excelência da ciência e da prática clínica no diálogo da diabetes com a nefrologia clínica, com a terapêutica dialítica ou com a transplantação renal e renopancreática.